Novas

Está aqui

Galiza, paraíso das piscinas naturais

26 Agosto, 2012

No seu caminho para uma costa prolífica em praias e recantos cheios de encanto, os rios galegos debuxan também -com a ajuda inestimable da pedra e do passo do tempo- numerosos paragens capazes de cegar tanto aos amantes da natureza como a aqueles que simplesmente buscam um pouco de água onde refugiar do calor estival.

Qual spas de acesso gratuito modelados sem a intervenção humana, numerosas pozas e piscinas naturais surgem em auxílio dos bañistas que fogem do bulicio dos areais (mesmo dos fluviais). Em contrapartida, os que queiram desfrutar de muitos destas paragens devem estar dispostos a prescindir de algumas comodidades.

Alguns destes espaços permanecem case virxes e ao alcance unicamente dos poucos vizinhos que vivem nas suas imediações e de quem se anima a percorrer as rotas de sendeirismo que adoptam ser a sua principal via de acesso.

Roca, água e natureza

Um dos mais singulares encontra na localidade ourensã de Melón. Ali, para salvar um desnivel de mais de uma centena de metros, o rio Cerves foi escavando a roca até formar várias pozas ( As Mestas, Darriba e A Estrela) que no Verão se convertem num marco incomparável desde o que desfrutar em remollo de umas magníficas vistas das terras da comarca do Ribeiro. Ainda que a pendente e a sua esvaradía superfície convidam também a extremar as precauções para evitar acidentes.

Pedra, água, e uma contorna natural de grande beleza conjugam-se além disso nas piscinas do rio Pedras (A Pobra do Caramiñal), um lugar de tingiduras lendarias que recompensa sobradamente ao caminhante que se aventura até as ladeiras do monte da Curota.

Na cascata de Nuveira, em Mazaricos, apesar de não estar muito longe de espectaculares praias como a de Carnota, dão-se cita no Verão famílias e grupos de jovens dispostos a desfrutar das águas do rio Arcos, um dos afluentes do Xallas. Este último, antes de chegar ao mar, já em terras de Dumbría, oferece também outro inigualable espaço no que refrescarse numa paragem de grande beleza. Assim, ainda que são maioria os que se conformam com desfrutar das vistas da recuperada cascata de Ou *Ézaro, alguns não duvidam em bañarse aos seus pés para desfrutar da paisagem desde um ponto de vista só ao alcance dos mais intrépidos.

Mais escondidas, mas com não menos encanto, as pozas de Mougás e Loureza (#em Oia) são uma boa alternativa para os dias nos que a névoa se deixa cair sobre a ria de Vigo. Várias cascatas, piscinas naturais e rápidos dão forma a dois espaços tão evocadores como mal sinalizados, o que ajuda a que não estejam masificados apesar dos seus indubidables atractivos. E no mesmo município, mas na freguesia de Burgueira, o Poço do Arco prepara-se também para atrair a atenção do visitante com várias piscinas naturais enquadradas numa senda flanqueada por uma centena de velhos muíños recuperados.

Nos arredor do município pontevedrés de Caldas de Reis aguarda ao bañista outro espaço de grande beleza presidido também por uma cascata, a de Segade, e reconvertido em lugar de banho por vizinhos e visitantes. Neste caso, a zona dispõe mesmo de um estacionamento desde o que arrinca o curto carreiro que conduz até a beira do Umia.

Outras cascatas que oferecem as suas águas ao caminhante são as cascatas dá Barosa (em Barro) e do Toxa (Silleda), um dos saltos mais espectaculares e conhecidos da Galiza. Ainda que a listagem de paragens aptas para o banho está integrado também por lugares escassamente frequentados e tocados em ocasiões por um há-lo de mistério, como as pozas que me a for o rio Cobas em Entrimo, em pleno Parque Natural da Baixa Limia- Xurés; o Poço dás Mulas, que traça o rio Lor em Folgoso do Courel; a piscina natural de Augacaída que forma em rio Aguianza em Pantón; a cascata e as pozas do Barbantiño, em Punxín, e as charcas que debuxa o Cabanelas em Cotobade.

Em definitiva, uma oferta ampla e incompleta, ao alcance de qualquer pessoa #disposto a deixar-se conquistar por umas paragens prestos para oferecer a pureza das suas águas e a beleza da sua contorna natural.