Productos

Está aqui

Com grandes espaços abertos, alheios à agitação humana, Gerês-Xurés partilha muitos recursos desde antes da existência de uma fronteira que hoje apenas é uma linha nos mapas: o termalismo, que se pode desfrutar em Lobios, no Gerês ou em Melgaço; a presença de uma biodiversidade singular que se estende inclusive no âmbito dos animais mais comuns, como a vaca, com raças como a Cachena, ou o porco, Bísaro ou Celta, de acordo com o lado da fronteira; com recursos naturais como o mel, a gastronomia de montanha, os enchidos, os queijos… O objeto deste guia é integrar num mesmo documento os recursos agroalimentares, turísticos e de artesanato da reserva da biosfera transfronteiriça, como parte de um inventário dentro do projeto Gerês-Xurés Dinâmico, cofinanciado em 75 por cento pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER).